Caminho da roça se quiser sobreviver.

Por Cimberley Cáspio

Segundo o IBGE, já estamos na casa dos 23 milhões de desempregados no Brasil, fora 4 milhões que desistiram de procurar emprego. E esse é o quadro atual do país, diante da declaração do ministro da fazenda Henrique Meireles, de que o Brasil já está se recuperando.

Somando a isso, uma população carcerária significativa, insegurança, violência, fome por debaixo dos panos, e intervenção militar, fica difícil enxergar a luz no fim do túnel.

O resultado do temporal que atingiu o Rio de Janeiro, se compara ao quadro atual que se encontra o país: caos em todas as áreas e setores. Nada ficou imune.

Emprego ou trabalho digno, como queira, virou luxo. Quem conseguir, pode pôr pra fora a mesma alegria de quem ganha na loteria. E se conseguir o trabalho, já sabe que vai ter que pagar pra laborar, e não será barato. O governo é o dono do povo e cobra de cada patrão a mão de obra. As confederações e sindicatos são os donos dos setores e cobrarão a licença para trabalhar: carteira sindical, obrigatória, e contribuição sindical, que hoje, segundo a nova lei é opcional.  Após isso, o trabalhador está regulado e não será incomodado. E depois, se tiver a felicidade remota de ganhar acima de R$ 1.903,00, ainda pagará o imposto de renda. Sem contar que 5 meses de trabalho é só para pagar impostos.

Fico preocupado com a pergunta que não quer calar: de que forma o brasileiro está olhando tudo isso? Os robôs estão cada vez mais assumindo a mão de obra humana. Os patrões estão gostando disso. E o que vai acontecer com a população desempregada, desprotegida e sem assistência? Simples, vai virar zumbi se insistir em ficar nas cidades. Quer o meu conselho? Caminho da roça. Não há garantias, mas na pior das hipóteses, pode arrendar um pedaço de terra e plantar pra comer. Pode até correr o risco de ser explorado, mas vai comer. É garantido.

Foto:  

Imagem relacionada

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s