Brasil no caminho perigoso da hiperinflação.

Por Rodrigo Viga Gaier – RIO DE JANEIRO (Reuters) – editado p/Cimberley Cáspio

O presidente da Câmara dos Deputados e pré-candidato do DEM à Presidência da República, Rodrigo Maia (RJ), disse nesta sexta-feira que o governo federal está falido e que, se nada for feito do lado da redução de despesas, o país corre o risco de ver a volta da hiperinflação em um curto espaço de tempo.

Em sabatina após almoço promovido por uma revista no Rio de Janeiro, Maia também mirou na equipe econômica do presidente Michel Temer, afirmando que “volta e meia” o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pensa em elevar impostos, mas que uma alta de tributos não será aprovada pelo Congresso Nacional.

“Na Câmara não passará”, sentenciou ele ao afirmar que não há apoio para uma medida tão impopular.

E em um discurso amplo e diversificado, Maia criticou a concentração no setor de bancos do Brasil e afirmou que ela não é benéfica à sociedade. Ele frisou que um dos motivos para o elevado spread bancário está nessa pouca diversidade de bancos no país.

“O setor está muito concentrado…inclusive, a concentração do setor privado não permite que o Brasil abra mão dos bancos públicos que  exercem um importante papel e estão em todo país”, afirmou.

“Gostaria que a competitividade aqui fosse igual a dos EUA…Temos que estimular que outros bancos e novos bancos funcionem no Brasil. Tem que ver como estimular a maior competitividade”, adicionou ele, ao frisar que a Caixa Econômica Federal precisa se concentrar em um novo nicho de mercado e se voltar mais para o financiamento de saneamento, habitação e de outros setores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s