Cresce no mundo a demanda por mercenários.

Por Cimberley Cáspio

Resultado de imagem para Foto: mercenários

Contratar mercenários já é uma prática comum do Pentágono americano. Com isso, os custos com militares regulares em operações americanas diversas pelo mundo, diminuiu drasticamente, principalmente na questão de pensão a familiares de militares mortos em combate, e também em missões especiais.

Em outro plano, a contratação de mercenários pode acontecer para assassinar um presidente e provocar um golpe de estado, ou também fazer à segurança de autoridades internacionais ou nativas, em países estrangeiros.

As Forças Armadas ainda continuarão atuando de forma direta, porém muitas atribuições que antes eram exclusivamente militares já foram transferidas para “empresas de segurança”, que se encarregam muitas vezes do chamado “serviço sujo”; onde o “mandante, ou contratante” não precisa aparecer e sua “identidade, ou nacionalidade” fica protegida.

Depois da invasão do Iraque pelos EUA, a contratação de mercenários cresceu em demasia. Hoje estão presentes na Síria, Afeganistão, África, América Central e Sul.

Se a moda pegar, é muito possível que as Forças Armadas diminuam gradativamente a estrutura e contingente, mantendo somente o setor  de “armamentos pesados e especiais”. Armamentos que não podem ser operados por mercenários.

Link: http://www.voltairenet.org/article169967.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s