Brasil: vassalagem não interessa.

Por Cimberley Cáspio

De que adiantou a Lava Jato devolver o dinheiro roubado à Petrobras? Com Pedro Parente na presidência, é provável que todo o dinheiro devolvido esteja agora no banco em que Pedro Parente é sócio, o JP. Morgan, afinal, segundo a mídia, o banco americano recebeu 2 bilhões de reais da Petrobras via Pedro Parente. Além de ficarmos sabendo também que o presidente da estatal brasileira tem outro sócio com contrato de 11 milhões de reais em prestação de serviço de pesquisa e gestão para à Petrobras; o mais curioso é que a empresa que presta esse serviço à empresa estatal, foi contratada sem licitação e o endereço comercial é na própria casa do empresário em São Paulo.

Bem, a ABIN sabia disso? Claro que sim! O S2 das Forças Armadas sabia disso? Não acredito que tenha ficado no vazio e ter deixado passar essa informação.

Ainda segundo um general, o comando das Forças Armadas tem um plano de intervenção, que deverá ser feito de modo que o país não fique subjugado aos EUA. Por isso a demora.

O povo está ansioso, mas me parece que esse tipo de intervenção, muito embora vá acontecer na realidade, não é simples, como a maioria da população pensa. Um passo errado, vai trocar seis por meia duzia, e em nada as Forças Armadas poderá ajudar o país. Ficará no poder, mas acorrentada às ordens de Donald Trump, o que não interessa.

A ideia é libertar o país de vez. Recuperar o que puder ser recuperado. Prender e processar os traidores e seguir um caminho próprio. Mas, sem baixar à guarda, pois os EUA tentarão através da CIA, todo e qualquer tipo de ação ilegal para laçar o boi desgarrado e trazê-lo de volta à boiada. O que de maneira nenhuma se deverá permitir.

Ainda mais agora com a Colômbia sendo sede da OTAN para à América Latina, e a CIA tendo um “escritório” em Buenos Aires, o serviço de informação e contrainformação da Agência brasileira, precisa ser altamente profissionalizado, o que não acredito que tenha sido profissional até agora. Vigiar o povo…fácil, mas pra bater de frente com Agências das potências globais, sei não.

Assim sendo, nossos países vizinhos, não serão tão bons amigos assim para um relacionamento. Estarão vigiando cada passo nosso e repassando informações para os americanos. Por isso a intervenção será feita, mas não do modo que o povo pensa. Se queremos ser realmente livres, a coisa terá que ser feita do modo correto e no tempo devido. Sem falhas, sem erros. Pois não será simplesmente tomar o poder, prender e processar os traidores. Será preciso acabar também com à influência americana, não só nos bastidores do poderes federal, estadual, municipal e judiciário, como do mesmo modo através de ongs e lobys. Fácil e simples não será, mas é possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s