Jean-Pierre Bemba: a face de mais um monstro sanguinário africano.

Por BBC

O ex-líder da República Democrática do Congo, Jean-Pierre Bemba Gombo, espera em um tribunal do TPI em Haia, em 2016Imagem AFP – Pierre Bemba, retratado em 2016, foi condenado a um total de 18 anos de prisão.

 

Quem é Jean-Pierre Bemba?

Jean-Pierre BembaGETTY IMAGES – Bemba manteve boas relações com alguns dos líderes africanos.
  • Um homem de negócios bem relacionado e filho do proeminente empresário congolês Bemba Saolona
  • 1998: Ajudado por Uganda a formar grupo rebelde MLC na República Democrática do Congo
  • 2003: Torna-se vice-presidente sob acordo de paz
  • 2006: perde o segundo turno das eleições para o Presidente Joseph Kabila, mas obtém a maioria dos votos no oeste da República Democrática do Congo, incluindo Kinshasa
  • 2007: foge para a Bélgica após confrontos em Kinshasa
  • 2008: Preso em Bruxelas e entregue ao ICC
  • 2010: o julgamento começa
  • 2016: considerado culpado de crimes de guerra e crimes contra a humanidade
  • 2018: condenação revogada em recurso

 

Opinião – Esse homem era comandante de um dos mais sanguinários grupos rebeldes da África, que agia na República Centro Africana, República Democrática do Congo, por assim dizer. Não havia limites para às práticas de horror cometidas pelos comandados de Jean-Pierre Bemba. Grande parte dos assassinatos eram realizados contra civis desarmados e desprotegidos, como crianças, mulheres e idosos. A decapitação e estupro era efetuada de uma forma demoníaca, e em nenhum momento, mesmo sabendo das atrocidades cometidas pelos comandados, em nenhum momento, Bemba tentou parar o genocídio.

Geralmente os comandantes africanos se mantém no lugar e na função enquanto os ventos sopram a seu favor. Mas no momento em que o vento soprou contra e a coisa ficou feia pra Jean-Pierre Bemba, não foi macho o suficiente para encarar de frente o problema que ia enfrentar com toda à justiça, assim como suas vítimas enfrentaram e sofreram os ataques covardes de seu grupo, e, a primeira coisa que fez, foi fugir pra Europa, mais precisamente para à Bélgica. Suas vítimas não tiveram a mesma chance.

Mas, depois de um tempo vivendo na Bélgica e se achando muito esperto, foi descoberto e ficou preso por 10 anos.

Mesmo se escapar do Tribunal Penal Internacional, Bemba sabe que a sua cabeça está a prêmio, e na primeira oportunidade, será morto.

Assim são os comandantes e ditadores covardes. Sabem muito bem mandar pessoas à morte, ou determinar a seus monstros matar vidas extremamente vulneráveis. Mas quando o vento sopra contra, a primeira coisa que faz é largar tudo e fugir.

Esse tipo de gente arruma o problema, mas é incapaz  de enfrentá-lo quando a coisa dá errado. – Cimberley Cáspio –

Link: www.bbc.com/news/world-africa-44418154

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s