Uma linda,cara e confortável capital. Mas, cadê o povo?

Por Sarthak Ganguly – Editado p/Cimberley Cáspio

Uma linda capital planejada da qual você nunca teria ouvido falar, mas ela existe há mais de 10 anos. Construída a um custo de US $ 5 bilhões a partir do zero, é realmente lindo:

[Imagem: main-qimg-1c0bb8eacb8a3785c6018f8e5a4399b5]

Uma vista aérea da cidade. Linda cidade planejada.

Uma cidade com belos monumentos dourados:

[Imagem: main-qimg-6f76a44265dfaf7c629222bf7a7027a3]

Com palácios e jardins perfeitos para acompanhá-los

[Imagem: main-qimg-2759a97eba9347a878d37b53b2425412]

Nenhuma despesa poupou o parlamento:

[Imagem: main-qimg-63de191e424328b28fe39c8f817f51c1]

Mas…..

Onde estão as pessoas?

[Imagem: main-qimg-00430d075279db2cb00a46a046516605]

Acredite ou não é um Boulevard com 20 avenidas na cidade.

[Imagem: main-qimg-1deea1115299543a8125a5c2473a57b1]

Posso apresentar a você a capital de Myanmar? Naypyidaw.

O governo de Myanmar decidiu construir esta capital no início dos anos 2000, no meio do nada, gastando uma enorme quantia de dinheiro sem objetivos claros de por que isso era necessário.

A cidade tem quatro vezes o tamanho de Londres, mas menos de um milhão de pessoas. A maioria das publicações recentes que li parecem confusas sobre o porquê dessa cidade existir.

São 300 km da antiga capital de Yangon, de onde os ministros se deslocam pela estrada. Havia até mesmo um plano para um metrô, felizmente o governo percebeu que eles realmente não precisam!

[Imagem: main-qimg-8767229f5736fd5a74d6d0bc575b60b0]

Outra foto de ruas largas e bonitas com quase nenhuma gente.

A cidade fantasma, quase desconhecida, cara e bonita de Naypyidaw

A capital do país é linda, extremamente confortável,e,vazia. Há espaço suficiente para todos. O problema é que há ameaças ao domínio político e econômico dos budistas, que é a classe dominante e que governa o país. Os budistas tem por fama o pacifismo, mas em MYanmar, o buraco é mais embaixo, quando os interesses são ameaçados.

Por outro lado, a desobediência civil praticada pelos líderes das minorias, principalmente os rohingyas, tem vitimado até eles próprios, como estupro, por exemplo.

Os líderes da miserável e pobre comunidade hohingyas, exigem do governo birmanês o direito à cidadania, o que lhes é negado.E a fim de conquistarem o direito cidadão, partem pra cima do sistema com atos de violência, que claro, a resposta do governo é rápida e também violenta.

[Imagem: _103136032_hi048193721.jpg]

Aung San Suu Kyi

Para o Governo de Myanmar, o ato de ceder direitos às minorias seria desvantajoso e perigoso, uma vez que se tornariam uma ‘ameaça’ à população budista bramá.E o governo birmanês, de outro ponto de vista, teme tal concessão devido a radicalidade expressada pelo líderes dos hohingyas, como se: concedendo a cidadania, em pouco tempo poderão fazer parte do governo, e o que farão com os budistas no país? A chefe de fato do governo,Aung San Suu Kyi, laureada do Prêmio Nobel da Paz, educada em Londres e conhecedora do radicalismo muçulmano, teme a incompatibilidade da cultura Rohingya e budista bramá; e a crescente participação Rohingya nas atividades econômicas locais. Depois disso, o que pode acontecer ao país? Os muçulmanos radicais são conhecidos e famosos pela violência sem limites; se digladiarem entre si, e quebrarem acordos tratados.

Solução à vista? Em Myanmar não existe. O medo dos budistas os fará enfrentar e impedir à ascensão muçulmana no país não importando o preço que isso possa custar, independente da crítica internacional.

Fontes: http://www.politize.com.br/mianmar-crise…rohingyas/

http://www.bbc.com/portuguese/internacional-41257869

Quora.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s