Exército dos EUA, recrutam estrangeiros para serem usados como “bucha de canhão.”

Por Sputnik – Editado p/Cimberley Cáspio

[Imagem: 86519368.jpg]

(Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Moralmente impedidos de recrutarem americanos nativos, o Exército dos EUA estão recrutando milhares de jovens porto-riquenhos, a fim de agrupar cinco batalhões com aproximadamente 5.000 membros, sendo uma das maiores concentrações militares na história da ilha.

Os recrutadores americanos oferecem um contrato com as Forças Armadas dos EUA, que os vincula a um serviço de oito anos, sendo quatro deles em atividade e quatro na reserva.

Como comentou Alberto Leitinho na Revista Sputnik, a estratégia de fazer recrutamento militar fora do país tem um objetivo:optam em usar gente do terceiro mundo porque são massacrados em combates; a exemplo recente do que aconteceu na Síria, onde uma força militar americana foi dizimada, e as Forças Armadas mantinham até agora tal informação altamente secreta. 

Quando são os americanos naturais a serem dizimados em combates, o povo faz manifestações e pede até demissão do presidente, bem como mancha a imagem internacional do país. Com membros estrangeiros morrendo sob o uniforme americano, tal pressão popular não existe. E fica mais fácil para o governo americano seguir com seus planos militares no mundo.

E Porto Rico com uma taxa de 40% de desemprego, jovens sem perspectivas, e recrutadores perspicazes, fica difícil resistir a tentação da fantasia divulgada. Porque a verdade quase que 100% é essa da foto abaixo.

[Imagem: 12899929.jpg]

br.sputniknews.com/defesa/2018121312900529-jovens-porto-rico-usados-pelo-exercito-eua/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s