Benjamin Netanyahu volta atrás e ficará para a posse de Bolsonaro.

Jornal do Brasil

[Imagem: netanyahu.jpeg]

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, aperta a mão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella — Foto: Prefeitura do Rio de Janeiro

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, desembarcou na final da manhã de hoje (28) na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, para uma visita de cinco dias ao Brasil. O premiê de Israel foi recebido pelo prefeito da cidade, Marcelo Crivella, e pelo futuro ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Netanyahu seguirá para o hotel onde ficará hospedado, o Hilton de Copacabana, e, às 14h, almoça com o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, no Forte de Copacabana.

No final da tarde, Netanyahu irá à sinagoga Beit Yaakov para a cerimônia religiosa do shabat. No domingo (30), ele se reúne com jornalistas, líderes da comunidade judaica e Amigos Cristãos de Israel.

Na segunda-feira (31), segue para Brasília, onde acompanhará a posse de Bolsonaro no dia 1º de janeiro. Ele retorna para Israel na noite do dia 1º.

E também no Brasil, o secretário americano de Estado, Mike Pompeo encontrará Netanyahu após decisão dos EUA sobre Síria.

[Imagem: 21ago2018---o-secretario-de-estado-ameri...15x470.jpg]

O secretário americano de Estado, Mike Pompeo, se reunirá com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, durante a posse de Jair Bolsonaro, no momento em que os Estados Unidos preparam a retirada de suas tropas da Síria, informou nesta quinta-feira o departamento de Estado.

Pompeo e Netanyahu se reunirão no dia 1º de janeiro, em Brasília, por conta da posse de Bolsonaro, que prometeu aproximar o Brasil de Israel e do governo de Donald Trump nos Estados Unidos.

Netanyahu tem se reunido frequentemente com Pompeo e mantém uma boa relação com Trump, que decidiu abandonar o acordo nuclear com o Irã e mudar a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém.

Mas Netanyahu não aprovou a decisão de Trump, anunciada na semana passada, de retirar os 2 mil militares americanos de uma devastada Síria, já que vê a presença de Washington naquele país como uma defesa contra o Irã e um contrapeso à influência da Rússia.

Israel realizou centenas de ataques aéreos na Síria dirigidos contra as forças iranianas e seus aliados do Hezbollah.

Pompeo também se reunirá no Brasil com o presidente peruano, Martín Vizcarra, e seguirá para Cartagena, onde encontrará o presidente colombiano, Iván Duque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s