O trem autônomo. O futuro fim do maquinista.

Por Renato Lobo – viatrolebus.com.br

Sistemas metroviários com a ausência de operadores nas composições já não são mais novidade. Constantemente surgem notícias de carros autônomos, e agora chegou a vez dos trens de carga. Recentemente  uma composição autônoma completou a primeira viagem transportando minério de ferro na Austrália Ocidental.

O comboio transportou 28.000 toneladas de minério de ferro em Pilbara, no oeste do país. Trata-se do projeto AutoHaul que visa estabelecer a primeira operação ferroviária autônoma e de longa distância do mundo.

Percorrendo a distância de 280 km entre as operações de mineração da Rio Tinto na cidade de Tom Price e o porto de Cape Lambert, o trem, que consistia de três locomotivas, foi monitorado remotamente do centro de operações da Rio Tinto em Perth, a mais de 1.500 km de distância.

A tecnologia foi fornecida pela empresa Ansaldo STS, que é baseado no ATO sobre o Nível 2 do ETCS (GoA4).

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s