Caixa-preta do BNDES? Cortina de fumaça? É o que estão dizendo por aí…

Por Ricardo Roveran – tercalivre.com.br e Diário do Nordeste – Editado p/Cimberley Cáspio

[Imagem: caixas-pretas.jpg?w=467&ssl=1]

Na madrugada desta sexta-feira (18/1), o Governo Federal divulgou no site do BNDES a lista de contratos sigilosos com diversos países na gestão de governos anteriores. Trata-se da famosa “caixa preta do BNDES“, que ainda não foi totalmente aberta; mas, alguma coisa já começa aparecer.

A quebra de sigilo dos contratos do BNDES foi uma das principais promessas de campanha de Bolsonaro.

Na lista constam 18 países. 14 já foram divulgados, ainda faltam outros 4.

Angola;
Argentina;
Costa Rica;
Cuba;
Equador;
Gana;
Guatemala;
Honduras;
México;
Moçambique;
Paraguai;
Peru;
República Dominicana;
Venezuela.

Enquanto não chegam as informações relativas ao dinheiro exportado, já começamos a saber alguma coisa sobre o que rolou internamente.

Nos últimos 15 anos, o Estado do Ceará contraiu R$ 4,930 bilhões em empréstimos por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de acordo com uma lista dos 50 maiores tomadores de recursos da instituição, publicada nesta sexta-feira (18). No ranking, o Estado aparece na 37ª posição.

Entre as unidades da federação listadas, São Paulo, na sexta posição no ranking geral, foi o estado que contraiu mais empréstimos de 2004 a 2018, com R$ R$ 14,4 bilhões. Em seguida aparecem o Rio de Janeiro (R$ 7,6 bilhões), Ceará, Maranhão (R$ 4,6 bilhões), Espírito Santo (R$ 4,1 bilhões) e Santa Catarina (R$ 3,9 bilhões).

Empresas como Petrobras, Embraer, Norte Energia, Vale, Construtora Norberto Odebrecht, Tim, Telefônica, Oi e até o jornal O Estado de São Paulo estão entre os dez maiores. Segundo banco de fomento, é a primeira vez que esses dados são disponibilizados ao público neste formato.

Após a divulgação do documento, o presidente Jair Bolsonaro, que prometeu diversas vezes nos últimos meses “abrir a caixa-preta do BNDES”, comemorou o fato em sua conta no Twitter. “Ainda vamos bem mais a fundo! BNDES divulga interessante link identificando os países que usaram os recursos financeiros do Brasil e os motivos dos empréstimos. Tire suas conclusões”, escreveu.

A ferramenta permite ao usuário ver cada operação efetuada com os 50 maiores tomadores de recursos dos últimos 15 anos (2004 a 2018), além de disponibilizar recortes trienais. A nova página da plataforma de transparência também permitirá saber se os recursos emprestados pelo BNDES para os maiores clientes foram por meio de empréstimos ou de investimento em renda variável, por compra de ações negociáveis ou por outras formas do BNDES entrar na estrutura societária da empresa.

No período de 2004 a 2018, por exemplo, a Petrobras aparece como a principal tomadora de recursos com R$ 62,429 bilhões, o equivalente a 4,05% de todos os recursos tomados no banco. Embraer aparece em segundo lugar, com R$ 49,37 bilhões ou 3,20% do total, seguida por Norte Energia (R$ 25,388 bilhões) e Vale (R$ 22,489 bilhões).

Já no recorte mais recente, que engloba o período de 2016 a 2018 Embraer aparece como a maior tomadora de recursos do BNDES, com R$ 8 bilhões, seguida por Xingu Rio Transmissora de Energia (R$ 5 bilhões), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (R$ 5 bilhões), Fibria (R$ 3,4 bilhões), Belo Monte (R$ 3,2 bilhões) Rumo Malha Norte (R$ 2,39 bilhões), Concessionária de Rodovia Sul Matogrossense (R$ 2,32 bilhões), FCA Fiat Chrysler (R$ 1,77 bilhão), o município do Rio de Janeiro (R$ 1,64 bilhão)e a Concessionária Aeroporto Rio de Janeiro (R$ 1,62 bilhão).

Em nota, o banco explica que a busca por melhorar a experiência do usuário responde ao compromisso de facilitar o entendimento do público das operações efetuadas pelo banco, permitindo analisar onde a instituição mais investiu.

“Apesar da variedade de informação que o banco tem disponibilizado nos últimos três anos, há uma percepção de que os dados frequentemente estão disponíveis de uma maneira difícil para a maioria das pessoas. O objetivo é, assim, tornar a navegação mais amigável e acessível. A disponibilização da lista com acesso a um grande número de detalhes de cada operação, é parte do esforço de transparência que o Banco tem feito e que deve ser a marca das suas ações sempre”, afirma o BNDES.

O banco de fomento diz ainda que a iniciativa de facilitar a compreensão das operações do BNDES também inclui um acesso direto a todos os contratos de exportação de bens e serviços brasileiros de engenharia para projetos em outros países. “Foi disponibilizado um link que permite acessar, na íntegra, os contratos assinados entre o BNDES, o país importador e a empresa brasileira exportadora de bens e serviços de engenharia”, informa.

Segundo o BNDES, no site estão disponíveis os contratos referentes à exportação relativa a projetos nos nossos vizinhos Argentina, Paraguai, Peru e Venezuela, assim como em Honduras, Equador, Costa Rica, Guatemala, México, República Dominicana e Cuba, além de Angola, Gana e Moçambique.

Agora por outro lado, há uma crítica quase que generalizada em relação ao tema. Estão dizendo que essa caixa-preta não é tão preta assim, quer dizer, a tão propalada “abertura da caixa preta” do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) feita nesta sexta-feira (18) pelo presidente Bolsonaro é uma mentira. Nenhuma novidade foi apresentada.

Todas as informações divulgadas hoje já eram públicas desde 2017 e estavam no site do Banco. Boa parte dos dados já estava disponível desde 2015.

E que a publicação serviu como cortina de fumaça neste momento em que a família do presidente está toda envolvida no escândalo junto com a família Queiroz e as transações financeiras para lá de suspeitas.

No mais, o povo brasileiro pagou e ainda está pagando tudo isso. E enquanto isso, fumo no INSS. E por que só o INSS? Os outros fundos de pensão tem prerrogativas de foro especial? Deixa pra lá. Isso já é outro assunto.

/www.tercalivre.com.br/caixa-preta-do-bndes-aberta/

http://diariodonordeste.verdesmares.com….-1.2051386

/www.esmaelmorais.com.br/2019/01/abertura-da-caixa-preta-do-bndes-e-falacia-de-bolsonaro/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s