E a tragédia se repete:Barragem em Brumadinho se rompe deixando vários mortos.200 desaparecidos até agora.

Por Uol notícias – Editado p/Cimberley Cáspio

Rio de Janeiro, 25 Jan 2019 (AFP) – Um barragem de contenção da mineradora Vale rompeu nesta sexta-feira em Minas Gerais, deixando vários mortos, segundo os primeiros testemunhos, afirmou um porta-voz do Corpo de Bombeiros. “Segundo os relatos que estamos recebendo, houve vários mortos”, afirmou a fonte. “Os rejeitos tomaram toda a região da empresa”, acrescentou, se referindo à localidade de Brumadinho, município a 60 km da capital Belo Horizonte. 

Em 2015, a ruptura de uma represa de mineração da Vale e da BHP-Billiton em Mariana, outra localidade em Minas Gerais, deixou 19 mortos, no maior desastre ambiental da história do Brasil. A Vale informou em comunicado que a ruptura desta sexta-feira ocorreu no início da tarde e que “sua prioridade total, neste momento, é preservar e proteger a vida de funcionários e moradores”. O documento não diz nada sobre as causas do acidente. 

Imagens divulgadas por bombeiros mostram a inundação de lama impressionante em grandes áreas de vegetação. A televisão mostrou casas destruídas. O município de Brumadinho, localizado a 4,5 quilômetros do grande museu a céu aberto de Inhotim, pediu nas redes sociais que a população fique afastada do rio Paraopeba, no qual a barragem foi construída. 

Por EM.com.br

A barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana, rompeu-se no fim da manhã desta sexta-feira (25). A barragem pertence à Vale. Prefeituras de cidades próximas ao Rio Paraopeba alertam os moradores que se mantenham longe do curso d’água. 

O número de vítimas ainda não foi informado. O Corpo de Bombeiros e o governo de Minas Gerais enviaram viaturas e helicópteros para o socorro no município. Em vídeos feitos no local, funcionários da mineradora falam até em um restaurante atingido pela lama.

Em nota, a Vale confirmou o rompimento da barragem. Há indicações de que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Os assessores informam que ainda não há confirmação sobre feridos no local. A Vale acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens. “A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade”, acrescentam.

[Imagem: 20190125133255177793e.jpeg]

Barragem de rejeitos de mineração se rompeu em Brumadinho, na Grande BH
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação )

Uma jovem moradora de Nova Lima, e 17 anos, informou que o pai dela “escapou de morrer” no rompimento da barragem em Brumadinho. “Agora estamos tranquilos porque meu pai entrou em contato com a minha mãe e disse que está tudo bem”, informou a adolescente. “Ela informou que o pai trabalha há muitos anos na mina como técnico, mas ela não soube dar mais detalhes sobre vítimas.

[Imagem: 51055996_1318878011609429_12082742914984...e=5CF338F3]

Moradora do Bairro Araguaia, na Região do Barreiro, Marta Amorim tem familiares na região atingida e está a caminho para ajudá-los. ” Minhas irmãs já saíram de casa, pegaram as roupas e os documentos só e saíram. Agora que eu estou indo pra lá,mas dizem que não estão deixando ninguém entrar na cidade não. Mas agora que eu estou indo, vou passar por uma outra estrada de terra, aí que vou chegar lá, mas minhas irmãs já estão na roça, graças a Deus”, disse. 

Laura Peconick
@LauraPeconick
Tenho dois primos que moram em Brumadinho, falaram que foi pior que em Mariana e que muita gente morreu

A manicure Carla Silva moradora no Bairro Pompéu, próximo ao rio, em São Joaquim de Bicas, disse que foi avisada e que há grande movimentação nas ruas dos bairros próximos. A população está saindo às pressas temendo que a tragédia atinja suas comunidades.

Prefeituras da Grande BH alertam moradores

Por volta de 13h30, a Prefeitura de Brumadinho alertou em redes sociais para a população da cidade manter distância do Rio Paraopeba.

A Prefeitura de Juatuba, cidade vizinha de Brumadinho, também emitiu um alerta na tarde desta sexta-feira. A administração direcionou o aviso aos moradores do Bairro Francelinos, que beira o Rio Paraopeba. A Defesa Civil de Juatuba e o Conselho Municipal De Desenvolvimento Ambiental (Codema) estão no local solicitando a retirada e máxima atenção da população, pois ainda não se sabe a gravidade do desastre. 

O prefeito de Betim, Vittorio Medioli, divulgou um vídeo em sua página no Facebook pedindo que moradores dos bairros Citrolândia e Colônia Santa Isabel fiquem atentos diante do risco de inundação. “A Defesa Civil, Bombeiro, tudo, estão de alerta e chegarão às regiões da Colônia e Citrolândia. Mas prestem atenção para poder evacuar as casas caso a coisa fique muito séria”, disse o prefeito. 

A Defesa Civil de Betim está monitorando as consequências do desastre e retirando as pessoas que moram às margens do Rio Paraopeba, na Colônia Santa Isabel. Um evento que ocorria durante esta semana na Colônia foi cancelado nesta sexta-feira após conhecimento da tragédia da barragem de Brumadinho.

Em São Joaquim de Bicas, a população ribeirinha ao Rio Paraopeba foi orientada para sair da área. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, a cidade ainda não foi atingida, mas pelo sim, pelo não, foram tomadas medidas de segurança. A Defesa Civil e a Polícia Rodoviária Federal foram avisadas (o Rio Paraopeba atravessa a BR-381 na altura do município) e o secretariado encontra-se em reunião permanente para “medidas que forem necessárias”.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) enviou na tarde desta sexta-feira a Brumadinho uma equipe com quatro pessoas, que vão fazer levantamento sobre o licenciamento ambiental e tomar outras providências após o rompimento da Barragem Córrego dos Feijões, da mineradora Vale. A equipe inclui dois técnicos do Núcleo de Emergências Ambientais e mais dois da Fundação Estação do Meio Ambiente. 

“A mobilização e o apoio do Governo Federal iniciaram logo após o rompimento da estrutura. O ministro conversou por telefone com o presidente da República, Jair Bolsonaro, que reforçou a importância de disponibilizar todo o apoio necessário ao estado e município”, informou o órgão. “Equipes do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) estão em frequente contato com representantes da prefeitura e governo do estado para orientar nas primeiras ações de resgate às possíveis vítimas e demais necessidades emergenciais”, pontuou. 

A Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais informou que já está atuando em Brumadinho para assistência jurídica aos moradores, e “funcionará em regime de plantão durante o final de semana, por meio do telefone (31) 99619-9756”.

Lëīä
@leia_nha
A ponte de Brumadinho esta bloqueada,falaram q não houve MUITAS vítimas,to chegando em Brumadinho so agr.
N achei q isso um dia aconteceria com Brumadinho

Raianny
@Raianny
Acabamos de receber um áudio terrível do meu tio contando que ouve rompimento de uma barragem em Brumadinho agora a pouco. Vários amigos dele estão mortos. Era pra ele estar entre eles, mas no começo do ano ele ficou arrasado com a notícia de que seria transferido de novo pra…

http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/…inho.shtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s