Desabafo de um cidadão que vive na Venezuela.

Por Genesis Rodríguez – Quora.com – Editado p/Cimberley Cáspio

Tenho que esclarecer que os países que querem o diálogo ofereceram a Maduro 8 dias para convocar eleições livres ou reconhecer Juan Guaidó como o único presidente legítimo da Venezuela. O que acabará fazendo mais cedo ou mais tarde, porque Maduro não cederá o poder pacificamente. 

Na minha opinião, a posição da União Europeia parece-me absurda. Nosso presidente, Juan Guaidó, deve nomear um embaixador em Bruxelas, encarregado de explicar a situação venezuelana perante o Parlamento Europeu. Não pode haver eleições, até que o regime seja extinguido, a ordem seja colocada no país e a CNE seja limpa. (Conselho Nacional Eleitoral). E repito as palavras do Secretário de Estado da América do Norte, Mike Pompeo na ONU: Não há como voltar atrás, não haverá “diálogos” ou outros golpes, como eleições falsas. É muito triste que a Espanha tenha degradado a posição da UE, mas é a que continua ruim, porque a sorte está lançada; a Venezuela atravessará o rubicão da liberdade da mão de seus amigos nas Américas “.

Os países que propõem um novo diálogo não levam em conta que sofremos um processo de usurpação sem legitimidade, sem apoio social, sem apoio internacional. 

O que estamos vendo no Conselho de Segurança da ONU não é apenas um debate sobre a Venezuela (historicamente). É a encenação mais clara e atual do confronto entre o Ocidente e o mundo antiocidental. Estamos no centro do conselho geopolítico. E vem tempos de liberdade para a Venezuela. Estou totalmente convencido.

Agora vamos com os países, organizações e figuras públicas que apóiam Maduro:

  • Coréia do Norte
  • Russia
  • China
  • Bolívia
  • Cuba
  • Turkia
  • Todas as ditaduras do Oriente Médio
  • Nicarágua
  • Hezbollah
  • HAMAS
  • Os comunistas europeus
  • Feministas argentinas
  • Maradona
  • Skeletor
  • AMLO
  • Ernesto de la Cruz
  • Cicatriz
  • Verão (‘500 dias de verão’)

Você já se perguntou o quão livre são os países que apoiam Nicolás Maduro? Aqui os seus rankings de acordo com o Índice de Liberdade Humana (162 países):

Venezuela 161

Síria 162

China 135

Irã 153

Rússia 119

Turquia 107

Nicarágua 75

México 75

Bolívia 92

Tire suas conclusões.

Aqueles países que preferem ser “neutros” diante da crise venezuelana são piores que nossos inimigos. Dante disse: “Os lugares mais sombrios do inferno são reservados para aqueles que mantêm sua neutralidade em tempos de crise moral”.

Explicação gráfica: “Reconhecemos o desastre de Maduro, mas não concordamos em nos envolvermos nos assuntos internos da Venezuela”

De acordo com esses países, Juan Guaidó deu um “golpe de Estado” e eles não sabem absolutamente nada sobre nossa constituição ou nossas leis. O que aconteceu em 23 de janeiro de 2019, está garantido nos artigos 233 e 333 da Constituição. Nós, os venezuelanos, temos que nos levantar para jurar à miséria e à fome para não ofender suas vidas progressistas ??? !! Pronto, eu disse isso. E o que o Quora me diz é essa resposta.

Os esquerdistas em algumas partes do mundo não veem as pessoas, não se importam com o sofrimento que o Chavismo gera, não se importam com nada, só veem ideologias e discursos pró e antiamericanos. Para eles, tudo isso é uma questão de teoria e de estar certo em debates, a fim de continuar defendendo seu socialismo. Eles não se importam com a Venezuela. 

Para todas as pessoas que estão pensando na Venezuela a partir de seus assentos confortáveis ​​e sofás, em países onde tudo corre bem, com comida suficiente na geladeira e a segurança que a lei protege, pratique essas dicas antes de dar sua opinião:

A Venezuela não é uma fantasia comunista, socialista ou qualquer utopia. A Venezuela é um país quebrado, em ruínas e destruído por um sistema projetado para usar o poder como forma de controle.

Você imagina como é viver em um país onde o governo considera você um inimigo? Como é viver num país onde as liberdades de qualquer estilo atravessam a linha ideológica do século XXI?

Você, que está tão confortável em seu país pensando sobre o nosso como se fosse algo simples de entender à distância, você sabe o que significa viver em um país onde há um toque de recolher espontâneo ao cair da noite? Em que não há nenhum tipo de segurança jurídica?

Você, que se sente tão progressista e socialista, vestindo camisas do Che e odiando a América do conforto do seu país,você sabe como é viver em um estado policial, militarizado? E ao acordar, ver tanques e homens armados em cada esquina, mas não para proteger os cidadãos?

Você, que se sente tão moderno odiando os EUA e apoiando “os povos do mundo”, você sabe o que é viver em um país onde a inflação é estimada em mais de 1 milhão por cento? Em que o fato de comprar comida é um risco diário?

Você, que mora em um país onde você pode ir a um supermercado, andar calmamente, ir ao cinema, respirar livremente, durante à noite conversar sem medo de ser atacado, pode imaginar como é viver em um país onde essa possibilidade não existe?

Você, que tem garantia de assistência médica, pública ou particular, imagine como é viver em um país sem remédios, em que os doentes morrem às dezenas porque a palavra “humanitário” foi banida como “inconstitucional”?

Como entender viajar 8 farmácias à noite (expondo-se a ser roubado, sequestrado, estuprado, seja homem ou mulher, ou até mesmo ser morto) para conseguir pílulas que acalmam a dor da sua mãe com câncer?

Você sabe que o preço de uma embalagem de ovos é quase a metade do salário mínimo? Que 90% dos venezuelanos comem apenas duas vezes por dia porque o custo dos alimentos é inacessível? O que estamos comendo é apenas um prato de lentilhas e alguns carboidratos?

Eu não me importo com Trump, Putin ou suas conspirações e teorias delirantes sobre controles em um país tecnicamente falido. O que importa para mim é o sofrimento das pessoas que conheço. De toda a minha família, amigos, de todas as pessoas com quem tropeço todos os dias.

Se pensa em defender o indefensável ou é socialista e está lendo isso de qualquer smartphone – de qualquer alcance ou marca – você tem 235 salários mínimos na Venezuela. Possui mais dinheiro do que 90% da população venezuelana. 

Muitas pessoas, inclusive jornalistas pensam que estão muito bem informados mas na verdade têm anos, décadas, consumindo pura propaganda. Eles não vão entender porque já decidiram não fazê-lo.

A opinião dos esquerdistas sobre a Venezuela não vale um grama de esterco. Continuem reclamando do capitalismo em seus países com o estômago cheio enquanto nós lutamos por não morrer de fome. Na Venezuela, nós os odiamos, pensando no futuro do meu país como se fosse apenas uma parte de sua conspiração anticapitalista. É meu país, é meu lar, minha infância, meu passado e meu futuro; é um lugar que muitos não conhecem, e para esses, nada significamos. 

“Especialistas na América Latina …”, “Conhecedores da Terceira Economia Mundial …”, “Analista da Universidade X, dos Estados Unidos ou da Europa”. Ninguém que não tenha vivido sem água, eletricidade, internet e / ou gás e fez uma fila de 15 horas no Banco Bicentenario pode ser chamado de especialista na Venezuela.

Aqueles que se preocupam que os EUA querem manter o petróleo venezuelano, por favor, informe-se, os EUA são o primeiro comprador de petróleo na Venezuela. Aos amigos progressistas que se preocupam com o petróleo venezuelano eu digo por que os EUA nos apoia, aqui eu mostro como eles dividiram o cinturão de petróleo do Orinoco:

Uau … eles não dizem nada sobre isso, não há intervenção nem nada.

Chavistas estrangeiros estão mais preocupados com o petróleo venezuelano  quando temos anos que não vivemos disso e nem vemos o rosto de Nicolás Maduro. Não importa para nós que não entendam isso muito bem. Os venezuelanos estão dispostos a dar-lhes todo o azeite que está na Venezuela para os Estados Unidos ou qualquer outro país para intervir militarmente no nosso país e terminar com Chavez, este é um fato, por mais que ofenda a esquerda e os progressistas do mundo.

A única maneira de não haver intervenção militar, é o regime de Nicolás Maduro e as forças armadas venezuelanas agirem para restabelecer o fio constitucional … Do resto, virá o “fogo grego”

Com todo esse quadro geopolítico, também está claro que a guerra fria não terminou e que os comunistas não deixarão de se intrometer na Venezuela, a menos que haja uma resistência ideológica que os impeça. Vamos aprender com os judeus. Depois de quase três quartos de século, eles continuam reiterando que o nazismo é ruim e perseguem criminosos. Repitamos que o chavismo e o comunismo são maus e os persigamos até o fim de seus dias, para que não encontrem a paz nem nos túmulos.

A escuridão se prolongará no ar apenas na proximidade de seu fim. Nós passamos 20 anos difíceis, mas os próximos dias exigem o melhor de nós. Vamos entender que quanto mais próximo o fim da tirania se aproxima, mais a violência aumentará quando se sentir ameaçada. A Venezuela não está sozinha, e todos os países e cidadãos decentes, democráticos e livres do mundo nos apóiam. Força!

Glória ao povo corajoso!

Deus abençoe a América!

Deus abençoe a Venezuela!

Deus conosco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s