92 prefeitos indiciados por roubo.

Por ICNDiario – Editado p/Cimberley Cáspio

Claudio Bonadio, juiz federal que continua a processar membros do Kirchnerismo (Foto CIJ)

Argentina: o Juiz Federal Claudio Bonadio, quinta-feira, 9/2/19, indiciou 92 prefeitos e ex-intendentes como participantes de uma suposta fraude contra a administração pública em um caso no qual os ex-chefes já foram processados Kirchner ‘s Cabinet, de acordo com  fechamento minuto da Argentina.

É um registro que começou em 2016 a partir de uma série de irregularidades observadas pelo Ministério do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável em programas para o tratamento de resíduos urbanos (PGRISU) -entre 2013 e 2015-.

A investigação aponta prefeitos e ex-intendentes de cidades nas províncias de Chaco, Santa Cruz, Chubut, Santa Fe, Tucuman, Rio Negro, Santiago del Estero, Entre Rios, Córdoba, Corrientes, Misiones, La Pampa e Buenos Aires .

Segundo Bonadio, entre todos os acusados, o roubo praticado contra a administração pública entre 2013 e 2015 teria excedido 600 milhões de pesos; algo como 60 milhões de reais aproximadamente

“Eles exigiram somas de dinheiro para realizar diferentes projetos, sem, no final, ter sido concluído”, disse Bonadio na decisão de 347 páginas.

Entre os 92 processados ​​está o prefeito de San Antonio de Areco, Francisco “Paco” Durañona, o ex-intendente de Campo Largo e atual vice-governador do Chaco, Daniel Capitanich, e ex-intendente de Quilmes, Francisco “Barba” Gutierrez.

“Cada prefeito com suas ações contribuiu ativamente para a realização de um dano aos cofres do Estado, de uma soma aproximada de seiscentos e quatro milhões quinhentos e vinte e nove mil, seiscentos e setenta pesos”, disse o juiz.

Neste caso, o Tribunal Federal já examinou as ações dos ex-chefes de gabinete processados ​​e disse que “aqueles que detinham o controle de PMGIRSU conduziram uma distribuição discricionária dos fluxos cuja custódia foram responsáveis, sob uma estrutura administrativa onde a desorganização foi funcional para tais fins “.

No total, existem 10 ex-funcionários nacionais processados ​​pela implementação irregular do programa, que visava alcançar uma melhoria na gestão sustentável de resíduos sólidos urbanos, através do financiamento de projetos municipais em todo o país.

Os recursos provenientes do Estado nacional foram repassados ​​aos municípios que o solicitaram por meio de um projeto que teve que ser apresentado pelos intendentes, após a assinatura do contrato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s