Detectado submarinos russos percorrendo cabos da internet no Oceano Atlântico.

Por infobae.com – Editado p/Cimberley Cáspio

Um submarino russo da classe Akula

 submarino russo da classe Akula

Depois que o governo russo anunciou a sua intenção de desligar temporariamente a Internet como testes de segurança antes de uma possível guerra cibernética , vários relatos da mídia recordou os submarinos misteriosos detectados nos últimos anos rondando a rede de cabo submarino global.

O ano de 2014 foi o estopim para que as relações entre o Ocidente e a Rússia começasse a deteriorar-se, que teve como causa a anexação da península da Crimeia por Moscou, também acusado de intervir no conflito separatista na Ucrânia.

A partir daí,  relata-se presença de submarinos localizados em pontos estratégicos do sistema de conexão aumentando a preocupação entre os membros da Aliança do Atlântico Norte (OTAN), que em resposta reativaram um comando naval usado na Guerra Fria.

Menção especial é feita aos mini-submarinos russos Mir-1, que de acordo com a rede australiana News , foram detectados em diferentes pontos estratégicos onde o corte dos cabos poderia significar uma desconexão entre a Europa e os Estados Unidos ou até mesmo um crash geral na internet.

Danos ao sistema de capa subaquática podem afetar seriamente ou mesmo cortar o acesso à internet

Danos ao sistema de capa subaquática podem afetar seriamente ou mesmo cortar o acesso à internet

“As razões táticas são claras. Em uma escalada de tensões, o acesso ao Sistema de Cabo Submarino representa uma rica fonte de inteligência, a capacidade de criar enormes problemas na economia do inimigo e uma caixa simbólica inflada para a Marinha russa ” O almirante americano aposentado Jim Stavidris disse no Huffington Post.

O mapa dos 420 cabos submarinos do atual sistema de comunicação (TeleGeography)

O mapa dos 420 cabos submarinos do atual sistema de comunicação (TeleGeography)

Washington Post também relatou atividades russas perto dos cabos da Internet, lembrando que a atividade submarina do Kremlin atingiu recentemente os níveis mais altos desde a Guerra Fria.

” Estamos vendo a atividade submarina da Rússia em torno de cabos submarinos em um nível que nunca vimos. A Rússia está claramente aumentando o interesse na infraestrutura submarina da NATO e seus aliados , ” disse ao jornal o Almirante Andrew Lennon, comandante da força dos submarinos da OTAN.

Em 2018, os relatos de atividade submarina russa se  multiplicaram e geraram uma preocupação maior entre os países europeus e a OTAN.

Um mini-submarino russo Mir 1

Um mini-submarino russo Mir 1

O esforço para cortar os cabos submarinos deveria, portanto, ser enorme, embora existam alguns pontos estratégicos de maior concentração onde seria mais praticável.

Líderes dos países membros da OTAN em uma cúpula de 2018. A aliança está preocupada com as atividades subaquáticas da Rússia (Reuters)

Líderes dos países membros da OTAN em uma cúpula de 2018. A aliança está preocupada com as atividades subaquáticas da Rússia (Reuters)

O mais provável, diz The National Enquirer , seria a Rússia atacar a redes mais específicas, tais como cabo Dodin utilizado pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos ou a NATO usa SOSUS, também utilizada em movimentos de monitores de submarinos.

http://www.infobae.com/america/tecno/2019/02/16/por-que-submarinos-rusos-merodean-los-cables-de-internet-en-el-oceano-atlantico/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s