Quem viverá para ver uma nova Nação?

Por Cimberley Cáspio

[Imagem: 18bf5eeed986a505f80e340c8a90e8e3.jpg]

Em alguns países do mundo, traição à Pátria é algo gravíssimo com pena de morte.Mas aqui no Brasil, trair a Pátria é fato comum, corriqueiro. Para alguns brasileiros, servidores públicos e até membros que fazem parte dos poderes da República, essa ação é facilmente atropelada quando interesses pessoais e corporativos estão em jogo. Para esses, levar o adjetivo de traidor da Pátria, é até motivo de gargalhadas para nós brasileiros que assim os acusamos. Devem dizer para os seu pares:” esses que nos acusam de traidores da Pátria, são uns fracassados, invejosos, e pior, pobres, por que dar importância a essa ralé? Temos influência e o poder nas mãos, se tiverem coragem, que venham nos chamar de traidores frente à frente, e vão ganhar de imediato, processo e até prisão por ofender um funcionário público.”

E é verdade. Os traidores da Pátria tem realmente influência e poder para arruinar a vida de muito brasileiros patriotas, infelizmente.

Enquanto gritamos “SALVEMOS A PÁTRIA!” Eles simplesmente dizem:” temos uma Pátria rica para vender. Já vendemos muita coisa e nos beneficiamos em demasia, mas o Brasil é ainda muito mais rico do que imaginamos, então, por que não continuar se dando bem? A ralé pobre e fracassada vão continuar reclamando, mas, chegando a companha eleitoral, a gente dá uma cesta básica para cada um e eles nos deixarão em paz.”

A laranja está podre, mas os patriotas insistem que há parte boa na fruta. Até consigo visualizar a parte boa, mas, muito pequena em relação ao que foi estragado. E pergunto: quem vai viver para ver a Fênix alçar voo?

O estrago é muito profundo. Navegamos em um Titanic. E mesmo nessa tragédia, muitos sobreviveram, alimentados pelo medo e o pavor da noite do mar do Norte, onde testemunharam corpos e mais corpos boiando na água. Será esse o caminho da nossa ressurreição? O sofrimento em extremo? E até quando os traidores continuarão escarnecendo e humilhando os patriotas? Será que o termo patriota irá para o dicionário como adjetivo pejorativo?

E assim sobrevive uma republiqueta e não uma República. Reclamamos mas somos obrigados a permanecer nos feudos, temos uma vida para viver e estamos tentando viver da forma mais correta possível, sem inveja da riqueza desprezível e maldita. Apenas fazendo o nosso trabalho. As consequências…nem penso mais nisso. 

Esperamos muito que o governo Bolsonaro dê o pontapé inicial para a longa mudança, que sabemos muito bem, não é trabalho de governo e sim, do tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s