Ou o governo anistia o povo, ou o mercado não terá mais pra quem vender.

Por Poder360

O número de reincidentes na inadimplência –dos que pagam as dívidas atrasadas e, após 12 meses, voltam a ficar com o nome sujo– aumentou. De janeiro a maio, o grupo representava 27% do total de inadimplentes. No mesmo período de 2018, eram 24,9%.

Os dados são da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil, divulgados em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo nesta 2ª feira (17.jun.2019).

Os inadimplentes considerados “reincidentes velhos”, que já estavam na lista de devedores e continuaram não pagando dívidas, diminuiu. Nos 5 primeiros meses do ano o grupo representava 52,2% do total de inadimplentes. No mesmo período de 2018, o grupo correspondia a 54,4%.

A participação dos não cumpridores que entraram pela 1ª vez na lista se manteve estável, em 20,6%.

O aumento da taxa de inadimplência foi associado ao período do ano. Nos primeiros meses é esperado que as pessoas tenham mais contas a pagar e, consequentemente, surjam mais inadimplências. Além da época, o início de 2019 foi marcado por uma estagnação econômica, como a queda do PIB (Produto Interno Bruto) no 1º trimestre e o aumento da inflação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s