A praga da corrupção é tão mortal quanto o ebola.

Por Cimberley Cáspio

Resultado de imagem para Foto: Drácula e a luz do sol

A eleição de 2018 para presidente, criou algo inédito no país. 2 povos foram definitivamente separados. E essa separação desvendou de forma bastante clara quem ama o Brasil, e quem não o ama.

Todos sabíamos que havia uma problemática nos bastidores obscuros da política. Mas não tínhamos noção do tamanho. E a Lava Jato abriu as cortinas dessa escuridão, permitindo a luz do sol entrar e mostrar ao Brasil um mundo de sujeira, lama, e uma multidão do mais baixo ao maior grau, como cupins, destruindo com prazer, os pilares da Pátria.

E na escuridão por décadas, sentiam-se totalmente seguros acreditando que jamais seriam revelados, ou mesmo capturados. A luz jamais os alcançariam. Mas a luz da Lava Jato os alcançou. E revelados ao Brasil, não há mais onde se esconderem.

Boa parte foi capturada, julgada, condenada e foi parar atrás das grades. Outra parte que ainda está solta, se revolta por estar debaixo da luz e tudo está fazendo para retornar à escuridão, ao mundo subterrâneo de onde vieram.

De tanta putrefação, estão contaminados de toda imundície que se possa pensar, e até tocá-los se torna tão perigoso quanto uma vítima de ebola. Por isso, faz-se necessário removê-los de um a um, em um processo lento, não há outro jeito, pois de forma coletiva é impossível, devido o alto grau de letalidade; e nesse balaio brasileiro, é prioridade proteger o povo saudável, o povo que não se contaminou.

Os patriotas querem viver na luz, os antipatriotas querem retornar à escuridão, ao mundo subterrâneo. E por mais que estejam gritando a favor disso, não sabem eles que esse mundo ruiu, acabou. Voltar pra onde? A Lava Jato os queimam por fora e por dentro assim como o sol, porém a dor que eles sentem, substitui pelo desespero e ações inúteis, que cada vez mais os calcinam, e isso dói, dói muito.

Sem suas cabeças pensantes estão perdidos. E desesperados atacam às cegas, gritam, pedem ajuda, mas não há ninguém para ajudar. Seus maiores líderes estão presos. E de forma insana, inconsequente, bravejam sob a luz de câmeras de televisão. Não há mais importância para as máscaras e camuflagens.

Mas a Lava Jato ainda está só no começo. E agora sem a tampa do poço profundo, e fracos pela exposição à luz, é como pescar no aquário. E um por um será içado, capturado, julgado, condenado e seguir para à prisão, de onde nunca mais sairão. E mesmo que alguns consigam sair, a população os condenou perpetuamente, e a liberdade que antes desfrutavam pelas ruas deixou de existir. E pior que o martelo do juiz, são os olhares acusadores daqueles que por décadas foram enganados e roubados.

Para esses, agora tudo é real, e todos são o que são, traidores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s