Caixa-preta do BNDES: até no empréstimo p/países “amigos”, o roubo foi enorme. Como cobrar calote dessa forma?

Por Claudio Dantas – O Antagonista

Resultado de imagem para Foto: ladrão

Quando era ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), o petista Fernando Pimentel decretou sigilo sobre as condições especiais dos empréstimos do BNDES a países amigos do PT.

No termo de classificação referente a Angola, por exemplo, Pimentel alegou que a divulgação das condições de financiamento e da estrutura de garantia poderia “prejudicar a negociação de outros financiamentos brasileiros com terceiros países”.

Na verdade, o então ministro queria evitar um escândalo.

Como mostram documentos secretos do MDIC, obtidos por O Antagonistacom a agência de dados “Fiquem Sabendo”, o governo petista emprestou bilhões à ditadura de José Eduardo dos Santos a custo quase zero.

No empréstimo de US$ 1 bilhão feito em 2012, o BNDES concedeu prazo de 10 anos (além de período de carência), com taxa de juros Libor + 2% a.a., além de prêmio de seguro com custo de 9,86%.

Em outra linha de crédito adicional de US$ 2 bilhões, contratada no ano seguinte, as condições especiais praticamente se repetiram, com Libor + 2,5% a.a. e 15 anos de prazo.

Fontes de mercado consultadas afirmam que as condições desses empréstimos para Angola são impraticáveis e não cobririam sequer o custo de captação do recurso pelo BNDES.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s