Fome assola milhares de famílias no Brasil.

Por Maria Fernanda Garcia – Observatório do terceiro setor – Editado p/Cimberley Cáspio

A fome é um fenômeno social que tem como centro a política, pois a falta de compromisso do Estado brasileiro com essas famílias é que provoca a miséria”. Vinícius Sobreira-Brasil de Fato – Foto:Agência Brasil

No Brasil mais de sete milhões de brasileiros passaram fome em 2013, constatou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Suplemento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2013, divulgado no fim de 2014. Os números já podem ser bem maiores hoje, devido à crise que o país enfrenta.

Um em cada quatro lares brasileiros ainda vivia em 2013 algum grau de insegurança alimentar, mesmo com o país em crescimento. Os números agora mostram um país em recessão, com mais brasileiros desempregados, e menos poder de compra e acesso a alimentos.

Muitas famílias dependem de benefícios como o Bolsa Família para colocarem alimento na mesa. Apesar disso, o governo fez o maior corte da história do programa: foram 543 mil benefícios cortados. E o Brasil atualmente corre o risco de voltar para o mapa da fome, de acordo com um relatório elaborado por cerca de 20 entidades da sociedade civil.

Afirmando a situação, o presidente Bolsonaro declarou que o governo está sem dinheiro e devido a isso, as Forças Armadas funcionarão em meio expediente, porque não há comida para os recrutas. Quer dizer, se o governo não consegue alimentar os seus soldados, imagine a sociedade civil, entre os quais, os mais pobres e vulneráveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s