Canadá precisará de 88.000 novos trabalhadores para substituírem os que estão se aposentando.

Por Dmitry Klebanov – Grupo VIST / mining.com

Muito mais automação, muito menos humanos previstos para a indústria de mineração
O Sistema de Transporte Autônomo (AHS) da Komatsu permite a operação não tripulada de caminhões de mineração de classe ultra. – Imagem cortesia de Komatsu. )

Os veículos industriais autônomos já são 15% mais baratos do que os equipamentos convencionais. As crescentes expectativas do público na área de segurança industrial são mais uma voz a favor da introdução da automação e robotização. As pessoas estão sendo removidas das zonas de risco e as máquinas robotizadas controladas por operadores remotos estão realizando as tarefas mais complexas.

Há um outro lado da história, no entanto. Já em 2013, pesquisadores nos Estados Unidos previram que dentro de 10 a 20 anos, 47% dos empregos nos EUA seriam substituídos por máquinas devido à automação e robotização. Os números produzidos por pesquisas em outros países variam, mas são sempre significativos.

Por que o setor de mineração precisa de automação?

Há apenas 15 anos, a mineração era uma das profissões mais perigosas do mundo, matando até 15.000 pessoas todos os anos. Embora apenas 1% da população estivesse empregada na indústria, ela representava 5% de todos os acidentes industriais. Felizmente, a tecnologia moderna não apenas tornou mais confortável a operação de máquinas industriais, como também a tornou segura. Talvez o exemplo mais vívido de como os robôs estão salvando a vida dos mineiros seja a mina de Kibali no Congo, onde a automação reduziu em um terço o número de ferimentos industriais.

Caminhões de descarga robotizados com posicionamento por satélite e sistemas de varredura de 360 ​​graus para evitar situações perigosas já estão operando na indústria extrativa com mais eficiência do que caminhões convencionais com motoristas.

Veículos de mineração não tripulados podem operar em temperaturas extremamente baixas ou altas, durante nevascas e no nevoeiro, permitindo o desenvolvimento dos depósitos minerais mais inacessíveis. Isso significa que as operações permanecem lucrativas quando os depósitos facilmente acessíveis se esgotam. O Grupo VIST está implantando um caminhão robotizado BELAZ-7513R e sistemas de perfuração autônomos em minas na Sibéria. Em Pilbara, uma área árida e pouco povoada da Austrália, equipamentos autônomos, incluindo veículos ferroviários, ajudaram a Rio Tinto a aumentar a produtividade de 15% para 30%.

Uma redução no número de acidentes industriais tem um impacto direto na lucratividade, entre outras coisas: a necessidade de verificar as causas de um acidente geralmente resulta em um desligamento completo das operações de produção.

Como a robotização afetará os trabalhos

À primeira vista, parece que a tecnologia tornará redundantes os operadores de veículos industriais. Mas esses medos são exagerados. Primeiro, a automação ocorrerá em fases durante um período de 10 a 15 anos. De acordo com uma previsão, a automação reduzirá o  emprego na indústria de mineração em aproximadamente 50% até 2030. Mas, até então, muitos motoristas se aposentarão e seus lugares serão ocupados por pessoas com novas habilidades. Somente o Canadá precisará de  88.000 novos trabalhadores para compensar os funcionários que se aposentam.

Além disso, até caminhões sem motorista precisam ser controlados por alguém. O controle remoto de equipamentos robotizados significa novos trabalhos, que podem ser realizados por motoristas que concluíram os cursos de reciclagem.

E, finalmente, a profissão de operador de robô abrirá o setor de mineração para pessoas que não puderam trabalhar lá anteriormente – como pessoas com deficiência.

O desenvolvimento da automação na indústria de mineração exigirá novas habilidades. Segundo os especialistas, a maior demanda no futuro será para pessoas com conhecimento de matemática, análise de dados, habilidades digitais, aptidão para aprender e capacidade de resolver tarefas complexas, enquanto haverá menos demanda para pessoas que sabem dirigir veículos e operar equipamentos de forma independente.

Novas habilidades em uma base universitária

As universidades na Rússia e, de fato, em todo o mundo, não estão atendendo às demandas do mercado: na verdade, ninguém está treinando o pessoal da linha para gerenciar equipamentos robotizados. E o problema é exacerbado pelo fato de muitos cursos educacionais não terem mudado nos últimos 20 anos.  

A situação precisa ser corrigida pelas empresas ativas nessa esfera, que podem compartilhar sua experiência e definir o que precisam de futuros funcionários. Na Austrália, a Rio Tinto investiu US $ 2 milhões em treinamento profissional de seus funcionários, preparando-os para as mudanças que a digitalização do setor trará.

Na Rússia, o Instituto de Aço e Ligas de Moscou, juntamente com o Grupo VIST, lançou cursos de aprimoramento de habilidades para operadores e administradores do setor de mineração, treinando-os na implantação de tecnologias da informação. O Grupo VIST lançou programas semelhantes no Instituto de Mineração de São Petersburgo e no Colégio Politécnico de Aldansky em Yakutia. Os alunos desses cursos estudam a aplicação de caminhões de despejo robotizados e equipamentos controlados remotamente.

A próxima tarefa é transformar esses cursos de aprimoramento de habilidades em programas universitários adequados para os alunos. Essa é a única maneira de se preparar para o futuro. Em 10 a 15 anos, haverá uma demanda não apenas de motoristas de caminhões automatizados, mas também de engenheiros para manutenção de equipamentos robotizados, bem como de operadores com as novas habilidades exigidas pela economia digital.

  https://www.mining.com/web/white-collar-miners-how-technology-is-changing-one-of-the-most-dangerous-professions/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s