É impossível uma logística para negociar dívidas de 78 milhões de brasileiros negativados no SPC & SERASA.

Por Cimberley Cáspio

Imagem relacionada

Por décadas fomos roubados em bilhões de reais. Tanto por políticos, quanto pelos bancos. Os juros que ultrapassam 400 % ao ano, como instituição oficializada da agiotagem tem nos oprimido de forma escorchante, e nós que somos os culpados pela inadimplência? Tiram os nossos recursos através do roubo e juros exorbitantes, e querem que estejamos em dia com as dívidas, como? O nosso erro é violar o planejamento financeiro? Para com isso! E para somar, inclui aí as tragédias do rompimento das barragens em Mariana e Brumadinho, onde a VALE está fazendo de tudo para fugir dos compromissos de indenização às vítimas.

Já somos um país de endividados, não por que queremos ficar negativados e sim, devido o sistema perverso nos levar a isso. E vamos deixar de comprar? Nunca. Precisamos sobreviver, pagar o aluguel, compras do mês, contas de luz, água e telefone. E o nome negativado não vai nos intimidar a ponto de reduzir ou deixar de consumir o básico dos básicos.

Será que 78 milhões de negativados no SPC & SERASA não é um sinal de anormalidade? Vão chamar os 78 milhões de endividados para negociar suas dívidas, como? Sem recurso, sem emprego? O ministro Paulo Guedes precisa olhar essa situação e ver que há algo de errado e não é coisa pequena. Porque na verdade esses milhões de endividados são vítimas de roubo, tragédias não tão naturais, e recursos que lhes foram tirados. A verdadeira causa de toda essa inadimplência.

Alguns ladrões estão presos, outros estão sendo processados, outros investigados e outros estão soltos, e não somos indenizados? O governo vai seguir o mesmo método da VALE? O roubo praticado pelos políticos, segundo a Lava Jato, teve a mesma proporção de uma tragédia. Uma tragédia financeira nacional. E sem indenização, e recursos retirados, como manter as dívidas em dia? É impossível existir uma logística para negociar dívidas de 78 milhões de negativados. E muito mais injusto é nos fazer pagar o prejuízo que as organizações oficiais criminosas praticaram, quer dizer, fomos roubados, nos tiraram recursos, precisamos sobreviver e matar um leão a cada dia, e ainda somos obrigados a bancar prejuízo por roubo quando deveríamos ser indenizados.

Sendo assim, o mínimo que o governo pode fazer é promover uma anistia financeira irrestrita. Se dão habeas corpus para bandidos, por que não um habeas corpus financeiro para quem verdadeiramente merece, que é o povo brasileiro?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s