20 navios de cruzeiro, recusados p/vários países, e sem ter onde atracarem, navegam aleatoriamente pelos oceanos do mundo.

Por Mikhail Voytenko – Editado p/Cimberley Cáspio

20 navios de cruzeiro angustiados Corona: Resumo. 22 de março ATUALIZA armadilha da COSTA LUMINOSA

O coronavírus está fazendo estragos também nos oceanos do mundo, e milhares de pessoas estão presas a bordo, deprimidas e com medo, pois não sabem o destino que os esperam, isso incluem, passageiros e tripulantes.

A pandemia de coronavírus levou medo e pânico às autoridades de diversos países, e está dificultando a atracação desses navios, que devido recusas, estão navegando de forma aleatória nos oceanos do mundo.

O navio COSTA LUMINOSA está atracado em Savona-Itália com 200 passageiros e 800 tripulantes. Há vários infectados pelo coronavírus e proibidos de desembarcar.

CELEBRIDADE ECLIPSE– com 2850 passageiros, e 1270 tripulantes, teve entrada recusada pelo Chile, mas foi autorizado em Valparaíso, reabastecer com suprimentos, e segue para San Diego (EUA).

MAASDAM e NORWEGIAN JEWEL não poderão desembarcar. Disseram passageiros em Honolulu e autoridades do Estado. Tiveram apenas permissão para abastecer e reabastecer. Zarparam e estão no mar.

COSTA VICTORIA com 700 passageiros a bordo está no Mediterrâneo. O navio está declaradamente limpo, mas a paranoia violenta do vírus não leva em consideração as informações da tripulação. Está em quarentena, apesar de estar no mar há mais de duas semanas. 

Ele transitou por Suez (sem ligar para os portos do Canal) em 19 de março e, na manhã de 20 de março, estava navegando no Mediterrâneo a uma velocidade reduzida, rumo a Veneza. E continua em águas internacionais.

O  EXPLORER DE PRATA com 111 passageiros e 120 tripulantes, está ancorado em Puerto Montt-Chile

MSC MUSICA tem 2900 pessoas a bordo. Recebeu permissão para atracar em Buenos Aires, e todos a bordo estão sendo submetidos a exames de saúde. Ainda não desembarcaram, porém a maioria dos passageiros são argentinos.

PRINCESA CORAL – 1970 passageiros, e 900 tripulantes – Está ancorado no Rio da Prata em Montevidéu- Uruguai. O navio teve atracação recusada em Ushuaia-Argentina.

MEIN SCHIFF – com 2534 passageiros, e 1000 tripulantes, segue a toda velocidade em direção a Bridgetown Barbados, com esperança de atracar e desembarcar passageiros, depois de ter atracação recusada em Honolulu.

ROALD AMUNDSEN – com 1000 passageiros e 500 tripulantes, teve entrada recusada em Punta Arenas Chile, e segue agora para Port Stanley, Ilhas Malvinas, Atlântico Sul.

ZAANDAM – com 1432 passageiros, e 615 tripulantes, depois de ser banido de Punta Arenas, transitou pelo Estreito de Magalhães e entrou no Pacífico, navegando em direção a San Antonio, Chile, com uma fraca esperança de poder atracar e desembarcar.

COSTA PACIFICA – com 3780 passageiros, e 1100 tripulantes, chegou a Marselha em 19 de março, e foi expulso pelas autoridades francesas; está a caminho de Gênova, Itália.

Segundo informações de passageiros e tripulantes desembarcados, o prazer da viagem foi substituído por uma apreensão e desejo imediato de estar em casa. Quem já está em terra, se deu bem. Mas quem ainda está embarcado, não sabe quando estará em casa novamente.

Famílias e amigos preocupados, estão em contato com várias autoridades de diversos países a fim de saber informações, porém não há muita transparência nas informações vindas das empresas dos navios, tampouco das autoridades solicitadas.

https://www.fleetmon.com/maritime-news/2020/29145/17-corona-distressed-cruise-ships-summary/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s