Pandemia de coronavírus interrompeu o plano “Causa Justa”, o qual, já estava em andamento pelos EUA para sequestrar Nicolás Maduro.

Por Thierry Meyssan – Voltairenet.org – Editado p/Cimberley Cáspio

JPEG - 45,9 kb

O navio espião português RCGS Resolute. Ele afundou um navio da guarda costeira venezuelana com seu arco de quebra-gelo, para dizer incomum no mar do Caribe.

Incluía também, o seqüestro do homem forte do país, Diosdado Cabello, em que o Reino Unido, França, Espanha, Portugal e Holanda – ou seja, as antigas potências coloniais da América do Sul , estavam de forma voluntária diretamente envolvidas na ação.

-Em 26 de março, o Departamento de Justiça dos EUA emitiu um aviso de procurado e recompensa para o presidente Maduro e sua equipe, que ele acusa de tráfico de drogas.
-Em 31 de março, o Departamento de Estado publicou uma estrutura para uma transição democrática na Venezuela que exclui o ex-presidente Maduro e o autoproclamado presidente Guaidó.
-No início de abril, um navio espião português, o RCGS Resolute , afundou um barco da guarda costeira venezuelana, e fugiu depois para se colocar sob proteção holandesa em Curaçao. A França e o Reino Unido despacharam dois navios de combate para a região, o porta-helicópteros anfíbios Diksmuide e o porta-contêineres RFA Argus, para trazer armas e munições ao abrigo do transporte de materiais anti-Covid-19. Um destróier dos EUA e vários navios da Marinha foram colocados sob o comando da Agência de Repressão às Drogas.

No entanto, esta operação foi interrompida pela Marinha dos EUA devido à epidemia.

Fonte Primária da Informação
https://www.voltairenet.org/article209676.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s