Italianos apoiam saída da UE e aliança com a China

Por Rede Voltaire

Quando a epidemia de Covid-19 atingiu a Itália, a Itália pediu ajuda e a União Européia não respondeu. Enquanto isso, a Alemanha reagiu brutalmente proibindo a exportação de máscaras.

Depois que a UE não respondeu à crise econômica de 2008, à crise dos migrantes de 2015 e à crise de coronavírus de 2020, a taxa de italianos contra a UE saltou para 67%.

Outra pesquisa mostrou que agora, após as reações da Alemanha às últimas crises e seu entrismo da Líbia (ex-colônia italiana), 45% dos italianos consideram a Alemanha um “inimigo”.

Após a ajuda oferecida pela China à Itália durante a epidemia, 52% dos italianos consideram a China um “amigo”.

Muito preocupado com uma possível saída da Itália , o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas (foto com seu colega Luigi Di Maio), decidiu destacar a solidariedade alemão-italiana, em particular o resgate de alguns pacientes italianos de Covid-19 por hospitais alemães.

https://www.voltairenet.org/article210311.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s