Quanto custa a liberdade?

Por Cimberley Cáspio

Não existe triunfo sem perda, não há vitória sem sofrimento, não há  liberdade sem sacrifício. | Frases de motivação, Citações de motivação,  Frases motivacionais

Certa vez, um advogado criminalista me disse que a liberdade de um individuo detido em uma prisão, pode custar no mínimo o preço de uma casa padrão normal. O que me fez refletir do quanto a liberdade é o bem mais caro que a humanidade pode desfrutar.

Para se ter uma ideia melhor, é só observamos os gastos de defesa gerados por uma nação em prol da manutenção de sua soberania. E constante.

Há necessidade prioritária de modernização dos armamentos de defesa, tanto a defesa bélica, quanto agora, a biológica. Se a nação é democrática, o gasto é ainda muito, muito maior. E se a corrida para a defesa for insana, os recursos para alimentação básica, serão mínimos, podendo gerar a fome no país.

Enfim, ser livre e independente, seja individual ou coletivo, não é barato. Seja para uma pessoa, família, ou nação, os custos são altíssimos, e em nada o governo alivia, ora para sustento, habitação, e locomoção.

Não há escolas públicas gratuitas, o conhecimento é pago com altos impostos, de ano para ano. E depois que chega o momento de conquistar uma vaga no mercado de trabalho, uma nova onda de sacrifício acontece para se destacar dos candidatos concorrentes. E até isso também tem um custo.

Não há saúde pública gratuita. Todo tratamento é também bancado com altos impostos. Se o doente tiver sorte, sobrevive; se a sorte não estiver ao seu lado, morre. E morrendo, não produz impostos, mas de qualquer forma, vai manter a atividade da bilionária indústria funerária, grande amiga e pagadora de impostos à nobreza brasileira.

Formar uma família, pagar aluguel, prover roupas e alimentos, com o salário mínimo inconstitucional que é pago no Brasil a um trabalhador, cria uma situação extrema de engajamento em mais de um emprego, se a sorte assim permitir, que nesse caso, adeus ao descanso regular; o que vai exigir do trabalhador, um gasto excessivo muito maior de energia. E nos intervalos, as folgas são curtas, o que faz com que o reposicionamento da energia seja a prioridade, e atenção a família, nula, não há tempo para esse luxo.

Aposentadoria do trabalhador é um chute no saco para o governo, mas como é obrigado a engolir, o aposenta em um sistema totalmente diferenciado da nobreza, pagando o mínimo do mínimo, e se puder, fazer de tudo para dificultar o processo de resolução da aposentadoria ao máximo, com regras bem mais exigentes e complicadas.

A pressão governamental sobre o povo para produzir impostos é muito grande, isso mesmo, é o que o trabalhador brasileiro produz em toda a sua vida útil, impostos; para sustentar a nobreza brasileira encastelada nos palácios dos poderes. E a liberdade não é para todos.

A liberdade é desfrutada pelos nobres e seus servos mais próximos; e para que o povo não pense em “bobagens independentes”, permite-se um joguinho de futebol ali, outro aqui, uma cervejinha ali, outra aqui, tudo para que a força de trabalho sinta uma falsa sensação de liberdade, e não saia do controle. Coisa antiga, porém eficaz.

Mas o coronavírus aprisionou grande parte da força de trabalho, e o governo tem que se empenhar para soltar esse exército produtor de impostos, que em alguns casos, se o lucro com a doença é interessante em detrimento da vida de muitos, dá-se prioridade ao lucro, e depois solta os sobreviventes da praga. Afinal, os que sobreviverem, ainda são bem numerosos, o que dá pra manter a máquina pública funcionando.

Alguns conseguem meios próprios de se sustentarem e viver em liberdade, sem a pressão de um gerente, encarregado ou capataz sobre si; outros se adaptam, ou, são forçados a condições, em que certas situações, são até bem degradantes, e se tentar fugir, pode ser ferido ou morto. E em outros casos, nem pagando, pois a escravidão é permanente e a liberdade é apenas um sonho vazio.

Por isso que a história é testemunha de sacrifícios humanos em prol da liberdade. Homens e mulheres preferem morrer lutando do que se subjugar a humilhação e escravidão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s